segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Retrospectiva 2009

É, pessoal, 2009 já passou! Ainda temos alguns dias de brinde, mas já tá todo mundo no 2010! Todos com muita expectativa, sonhos, pensamentos positivos e desejos de um ano melhor!

O que será que nos aguarda nos próximos 12 meses? Bom, só o tempo nos dirá. O que é possível so far é relembrar o ano que está acabando, e analisar as chances que tenho do seguinte ser melhor ou não.

Janeiro:
Férias, muito bem aproveitadas! Pelo menos do trabalho, porque Janeiro na UERJ é só pra estudar mesmo! Com greves e mais greves, fica difícil conciliar férias com outros compromissos. Além das aulas na faculdade e a capacitação de professores em Itaboraí, ainda deu pra passear bastante! Fui muitas vezes na praia com minha família e foi muito legal!
No dia 21, dei um passo maior na minha vida, um inédito: me mudei. Fui morar sozinha. Finalmente, um sonho que eu sempre tive estava se realizando. As duas noites anteriores foram de test-drive: passava os dias na casa da minha mãe e à noite ia pra nova casa, pra saber como seria... Amei! Quando Talita, minha roommate chegou do Ceará, já estava tudo organizado, tudo arrumadinho! Deu uma trabalheira fazer tudo, mas no final valeu muito a pena! Terminei o mês bastante feliz, super animada com a casa nova.

Fevereiro:
Não era mês de férias, mas também fui muito à praia! Aliás, era mês de férias, mas da sempre imprevisível UERJ! Eu não fazia muitas matérias, então não tive tanto tempo livre assim, mas já era alguma coisa. Fora que Fevereiro sempre tem o Carnaval, então sobra mais um tempinho.
E por falar em Carnaval, quem aproveitou foi Daiana! Ela foi pra Paraíba e se acabou lá! haha... Eu fiquei em casa mesmo, como sempre faço (só que agora na casa nova!). Mas sabe como é Carnaval, né? Sempre rola alguma besteira! Não aconteceu diferente comigo, e quase me dei mal! Mas não aconteceu nada... Só uma lição básica do que não fazer no Carnaval! haha

Março:
Março foi o mês das comidas. Eu me descobri uma cozinheira! Comecei a fazer almoço, e também a levar marmita pro trabalho! Que chique! haha... Passamos também (eu e Talita) a fazer jantares pra minha família. Não saí muito, só alguns passeios básicos, como médico com meus sobrinhos, shopping com Talita e Edson - milagre ele ter ido!, e um aniversário de uma amiga da família. É, Março não foi assim tão especial, mas foi tranquilo!

Abril:
Mês de festa! Afinal, é mês do meu aniversário! Ah, e de Dadah também! rs... Os jantares continuaram, e dessa vez estávamos super felizes fazendo compras no novo Guanabara. Tudo tão certinho e barato! rs... Veio aniversário de Dadah com festa, depois Páscoa com ovos pra todo mundo!
Aconteceu uma única coisa triste em Abril: saí do curso em que trabalhava desde os 19 anos. Eu tinha uma turma super especial que estava comigo desde 2006, e, infelizmente, por motivos de horários, não pude permanecer com eles. Eu os considerava mais que alunos: amigos que vou levar pra sempre. Ao fim de 2009, nossos contatos ficaram mais raros, mas o carinho e amor que tenho por todos permanecem o mesmo...
Quase uma semana depois da despedida, veio meu aniversário. Teve festa, presentes, tudo na casa da minha mãe. Eu sempre tenho altas expectativas para esse dia, e nesse ano foi tudo como eu esperava. Amei!

Maio:
Nada de muito memorável assim... Ok, mas Maio também foi legal! O que mais gostei foi do passeio a Paquetá com minhas queridas amigas de escola Kelly e Gabriene. Talita também foi, e foi tudo muito bom! Nossa, como nos divertimos! Parecíamos crianças!
Também saí com minha família depois pro nosso restaurante favorito (Boi a Kilo, propaganda básica! haha), e ao Plaza Shopping com Talita.

Junho:
Junho foi muuuuito legal! Não só porque foi aniversário (com festinha e tudo) do meu bebê Gustavo (de 6 anos), mas porque foi o mês de muitos primeiros na vida!
Foi a primeira vez que fui no circo, e adorei... Nossa, como é encantador. Deu vontade de chorar, sério mesmo!
Também teve uma primeira vez meio bobinha, mas vale colocar aqui: fiz um bolo de 3 minutos no microondas! haha... Quem quiser, joga no Google que vem a receita! rs
E a primeira vez que achei mais especial foi com meu Favo também: foi a primeira vez que fui vê-lo na escolinha de futebol. Esse menino tem futuro! Joga muito bem!!! *baba escorre*

Julho:
Mês agitado. Muitas coisas. Foi marcado também por despedidas. "Perdi" 6 turmas no trabalho por causa dos meus horários mais uma vez... Eu gostava tanto dos alunos... Cada festinha de despedida foi difícil pra mim!
Difícil também foi engolir a notícia que Michael Jackson morreu. Eu não o admirava tanto assim como cantor, mas, sei lá... Sua morte mexeu muito comigo! Eu me identificava com uma parte dele, e foi complicado saber assim que ele havia morrido, de uma hora pra outra. Me senti frágil, e ao mesmo tempo viva. Foi estranho... Propus a uma turma minha do Sábado fazer um tributo a ele, e, apesar de somente um terço da turma ter vindo, foi bom.
Já nas férias (duas semanas somente), passei uma inteira em capacitação. É sempre muito proveitoso, mas confesso que é cansativo. Aprendemos muito e é ótimo para entrarmos no segundo semestre com todo gás!
Lavínia e Gustavo é que aproveitaram! Foram passear, pro shopping, e também tiveram uma festinha country da escola, que foi maravilhosa e emocionante! rs... *baba de novo!*

Agosto:

Agosto foi do jeito que eu gosto: frio! Gente, eu amo o frio, vocês não têm noção! É maravilhoso poder colocar casaco, ou melhor ainda: ficar sem ele, pra sentir mais frio ainda! haha

Agosto é aniversário da minha princesa, Lavínia. E foi maravilhosa a sua festinha! Só a família mesmo, e alguns amigos... Como tem que ser! rs

E teve uma coisa também nova pra mim: fui numa boate GLS com Daiana, Arianne e Talita... Coisa doida, né? Mas foi uma aventura: sair assim, à noite, pro Rio e voltar só de madrugada, de ônibus mesmo! rs... Valeu a pena. Vimos outro mundo, totalmente diferente do nosso!

Aconteceram umas coisas ruins no final do mês, uns pensamentos mal-resolvidos, umas dúvidas crueis... É, foi difícil terminar o mês de Agosto...

Setembro:

Também foi difícil começar o mês... Mas depois ele engrenou! Recebi aqui em casa minhas grandes amigas da faculdade: Milena, Juliana, e Raquel - com Bruna, sua filhinha! Faltou só Lilian pra completar, mas o dia foi muito bom! Eu amo essas meninas...

Depois eu fui pra festa do meu patrão em Rio Bonito e bebi pela primeira vez! haha... Duas bebidinhas e eu já tava hiiigh! É legal de vez em quando perder a cabeça assim. Até ensaiei um pouco (muito pouco mesmo) de forró com Leonardo (o boss)! rsrs... Carol, minha mais nova amiga e colega de trabalho foi comigo e dormiu aqui em casa.

E por falar em Carol, foi a partir do segundo semestre, quando tivemos contato quase que diário, que nossa amizade ficou mais destacada. Ela virou minha confidente, alguém de muita confiança mesmo. Foi um ganho e tanto pra minha vida. Agora mesmo tô escutando uma música que ela me passou...

Mas voltando a Setembro... Pra minha família, foi de viagens a São Paulo! Minha mãe e Daiana foram à Aparecida do Norte em uma semana, e, no outro, Daiana foi comigo no Hopi Hari. Fomos com o pessoal do trabalho, e foi incrivelmente maravilhoso! Nunca tinha me divertido tanto... O pessoal de Manilha foi praticamente todo: Kelly, Carol, Francis, Raquel e Angélica. Só Joyce não foi.

No mesmo dia do Hopi Hari, a mãe de Talita chegou pra visitar a filha. Conheci, finalmente, dona Maria. Ela é muito mãe! Acho que só esse adjetivo a descreve perfeitamente. Muito calma, tranquila, doce, dedicada, carinhosa... Todos se apaixonaram por ela! Muito bacana mesmo!

O mês ainda terminou com aqueles probleminhas, mas eu tava tentando fazer dar certo...

Outubro:

Ainda não tinha dado certo no começo de Outubro. A mãe de Talita ainda tava aqui no RJ. Passamos o aniversário de Talita e fizemos festinha pra ela! As duas passearam bastante, e eu só não pude ir por causa do trabalho e faculdade. Mas ainda deu pra ir em alguns lugares, como Paquetá, festa Flashback do Mauá, shopping, e Copacabana (depois de dar uma volta no Rio praticamente todo de ônibus errado! haha).

Depois de dona Maria ter ido embora, eu ainda passeei com Talita - fomos no aniversário de Kelly (da Fisk) no Jardim Catarina. Ainda sobre a Fisk, fizemos a festinha das crianças de Halloween. Fiquei bastante envolvida no projeto, e acho que deu muito certo. Todos se divertiram tanto... Inclusive/principalmente eu.

Novembro:

Esse mês é daqueles que não precisavam ter existido. Não na hora em que eu estava vivendo. Agora, já no finzinho de 2009 ele é totalmente necessário, mas foi difícil sobreviver! Quem está mais próximo de mim sabe do que estou falando. Não foi fácil pra ninguém.

Já começou no dia 1º. Fiquei bastante descontrolada, aquilo nunca tinha acontecido comigo. Mas quem suporta traição? Não é fácil pra ninguém!

Uma semana se passou, e tava complicado... No dia 8, saí com Arianne, Talita, e o mais novo amor da minha melhor amiga... Eu me senti tão bem em muitas horas daquele dia! Parecia que tudo ia ficar bem novamente... Mas não foi assim!

As horas passavam lentamente. Era difícil ser eu mesma. Era difícil ser eu. Algumas palavras foram soltas pra minha família, e todos ficaram preocupados comigo... Vou usar um clichê horrível agora, mas isso tudo representa o que quero dizer: É fácil falar de mim; difícil é ser eu. Sério... Parecia que todo mundo sabia da minha vida toda, de todas as minhas respirações! Eu contava a alguém alguma coisa e logo todos já sabiam de tudo, e, pior, ainda me julgavam!

Cheguei a conhecer uma pessoa nesse mês mas não rolou nada... Não bateu química, e não adiantava forçar! Eu também não era considerada "completa" por ela... Vai entender! Mas foi bom pelo menos o dia em que nos conhecemos. E Novembro ia passando... Os pensamentos também...

Fiquei super mal depois de tentar ficar bem em uma saída pra Lapa (pra mais uma boate GLS). Não é meu mundo, não... Na hora, foi tudo legal, todo mundo animado, rindo, brincando a vida... Mas, quer saber? Aquela não é a minha vida! Por que querem me enganar? O que eu estava fazendo lá? Só atrás de farra pra esquecer os problemas? Não!

Sim, eu disse não! Pra muitas coisas. Pra muitas pessoas. E o mês terminou MUITO bem, obrigada! Tirei um fim de semana só pra coisas boas, só pra mim e minha família! Fui na formatura da minha linda Lavínia no Sábado, e, no dia seguinte, eu fui vê-la no Teatro Municipal de Niterói. A minha bailarina linda me levou às lágrimas. De emoção. De amor. De vida.

Dezembro:

Dezembro foi de nascimento. Com certeza, como odiaria meu pai escutar essa expressão! rs...

Pra mim, o meu segundo nascimento. Os momentos em que me descobri viva. Respirando por mim, guardando minha vida pra mim, pra ninguém mais falar e comentar! A terapia que comecei e parei em Novembro voltei a fazer, e tá sendo maravilhoso. É bom poder organizar todos os meus pensamentos, voltar a ficar bem comigo mesma.

No trabalho, recebi uma notícia maravilhosa, e isso me deu mais ânimo ainda pra viver 2010. Agora são mil planos, mil expectativas... No dia 12, fizemos a Feira Mundi, e foi maravilhosa. Deu tudo certo, no tempo certo. Foi incrível o sucesso!

E a semana de Natal então... P-E-R-F-E-I-T-A! Acho que foi o meu melhor Natal. Talita estava na Europa, e eu fiquei com minha família, depois visitamos alguns amigos verdadeiros. Passei a semana comigo mesma, feliz de estar viva sendo eu! Dei uma super arrumada na minha casa. Limpei tudo, tirei tudo que estava sobrando e a deixava feia. Arrumei tudo por dentro. Tudinho.

No último Domingo do ano, uma lágrima de emoção de alguém e uma pele arrepiada me fizeram enxergar o mundo de outra forma. A teoria que eu tinha sobre homens estava se quebrando... Eu não pude acreditar no que estava acontecendo. Tudo que eu achava verdadeiro sobre o ser XY estava indo por água abaixo. Alguém me fez repensar mil coisas, e eu estava gostando disso. Dormi como uma garotinha de 12 anos pensando no seu primeiro amor... E melhor ainda: ele estava ao meu lado, tranquilo... Eu não disse nada. Deixei minha impulsividade de lado e... Dormi. E sonhei... No dia seguinte, um sonho, láááá do comecinho, se revelou: finalmente, vou morar sozinha! Agora 2010 será só meu mesmo!

Que esse seja o ano da felicidade. E não só pra mim: pra todos. Desejo a todos os amigos e leitores do blog um ano novo repleto de tudo que Deus pode oferecer aos seus filhos. Desejo a vocês, do fundo do coração, a mesma felicidade que quero pra mim.

Desejo muito amor... Amor. Amor. Amor!

Um super beijo a todos! :)

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Feliz Natal

É isso aí! Meu Natal tá sendo mara! Espero que o de vcs tb...

Beijos pra todos e felicidades! :)


domingo, 6 de dezembro de 2009

Irmãs

Caraca, Deus me deu as melhores irmãs do mundo! Como eu fui tão abençoada assim?

Às vezes eu acho que não mereço, mas vou me dar esse luxo! Ah, elas são demais!

Esse post é só pra vcs duas: Bárbara e Daiana, eu amo MUITO vcs!!!

:)

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Make you crazy

"It's enough to make you go crazy.
It's enough to make you mad.
It's enough to make you go crazy.
And I'm amazed I haven't yet."

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

The hours

9:57

9:59

10:02

Três horas, e ao mesmo tempo uma só hora... Uma mente normal não iria fazer isso.

Hora normal.

Hora forjada.

Hora mais do que forjada.

Quando eu vivo? Me apresso pra não me atrasar, mas nunca chego na hora... De que adianta adiantar os relógios? Por que eu não posso viver na hora certa?

É, eu não pertenço no agora...

Agora: 9:59, 10:01 ou 10:04?

I don't know...

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Férias

Por que eu ainda não estou de férias? Eu preciso!!!

Quero ir pra longe, bem longe! Desligar uma parte do meu cérebro. Deixar só os comandos pra ele monitorar! Os pensamentos... Ah, esses eu dispenso por enquanto!

Eu penso muito! Até pra dormir às vezes é difícil!

Ai, ai... Não to bem! Sei disso pelas muitas exclamações e reticências! rs

Ok, beijos pra quem me ama! :)

domingo, 29 de novembro de 2009

No hidden meanings

I'm fine. I really am, 'cause I confess: I was wrong, I am wrong. But, there's one thing I'm sure about: I don't wanna be wrong anymore... And the right decisions are about to be taken by ME! I am responsible for my life, and, with God helping me, I'll do the right thing.

Sometimes I overreact, do something that I'm sure I'll regret later... But, come on! Life's a process, not a product! I'm not a full-time teacher, I'm also a learner! As Barbie would sing: "I need to know these answers, I need to find my way! Seize my tomorrow, learn my yesterday."

Reflecting on Barlowgirl's lyrics, too, I sing: "God, you have to save me. You're my last and only hope."

This is not a post. It's a prayer, I know He has just read this before I had written...

Thank you, Lord. I can hear you. I'll listen to your words really carefully. Use people to talk to me, I need you!

Thank you, Jesus! You won't regret trying to save me, 'cause I AM YOURS!!! I'M SAVED!!!!

I love you, God!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! :)

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Changes

"So I'm changing who I am,
'cause what I am's not good.
And I know you love me now,
but I don't see why you should..."

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

On my own

"All my right answers fail me. I can't seem to make it on my own!"

domingo, 15 de novembro de 2009

Com a mãe, não!

Mostro aqui a minha revolta com uma situação que aconteceu hoje. Quem sabe, entende.
Beijos.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

O doce sabor do primeiro beijo

Não é querendo competir com Bruna Surfistinha e criar um título assim, mas foi inevitável! Eu só consigo descrever o primeiro beijo como doce.

Sim, ele também é algo mágico, encanta, te faz flutuar... Mas o sabor, nossa, o sabor é sempre doce. Sempre suave. Sempre faz aquelas borboletinhas ficarem fazendo cosquinha na sua barriga!

São tantos planos para ele, tanta expectativa, esperança... E quando ele acontece, bum! Você não vê mais nada na sua frente. Não quer abrir os olhos e quer ao mesmo tempo. Não parece ser real, e você quer olhar bem nos olhos da pessoa e saber que o que está rolando ali é com você!
São tantos sentimentos juntos ao mesmo tempo, tantas alterações biológicas no seu corpo que é difícil acreditar depois que aquilo tudo pode existir em uma "simples" troca de saliva.
Quando você acha que o sabor do beijo não existe mais, que é enganação, você recorre à memória e saboreia mais uma vez todos os primeiros momentos que você já teve ao lado dos seus amores.
E quando você acha que não tem mais como você sentir isso de verdade, a vida te prega uma peça e te dá esperança de novo. Quando você acha que nunca mais vai amar de novo, vem alguém de longe e te faz acreditar no beijo novamente.

Eu acredito. E espero, como uma princesa por seu amor num cavalo branco, ser abençoada por um doce beijo, me coroando como rainha e tendo doces primeiros beijos a cada nova manhã, pra sempre. . .












O ladrão de raios

Gente, que livro bom é O ladrão de raios!!! Eu adorei, e agradeço ao meu querido Bruno por ter me emprestado!

Ainda levei uma semana pra ler as quase 400 páginas, e isso porque to suuuuuuuper sem tempo! Tenho os textos da faculdade, aulas pra preparar, alguns probleminhas também com família e amores...

De certa forma, a melhor coisa que me aconteceu na semana foi ter me envolvido na incrível história de Percy Jackson e os Olimpianos. Eu amo mitologia grega, e esse romance consegue misturar elementos da modernidade com os clássicos, e deu super certo!

Pontos positivos d'O ladrão de raios: a mãe de Percy, amizade, batalhas com seres como a Medusa, o Minotauro e... ai, gente, ARES! Só de ler deu um calor! Quero ver se no filme eles vão me decepcionar e colocar um Ares fraquinho, feinho... O Ares do livro é muito gato! :)

Aqui vai a minha dica. Devorem o livro, como eu o fiz!

domingo, 8 de novembro de 2009

Hoje...

Esse post é só um registro rapidinho dessa semana super turbulenta!

Olha, ainda bem que teve hoje! Foram as 12 horas mais agradáveis dos últimos meses. Fazer novos amigos é ótimo, especialmente quando esses são inteligentes, agradáveis e é o mais recente amor da sua melhor amiga!

Esse post é em homenagem à minha querida Arianne! Vai com tuuuudo, menina! Parabéns pelo novo namoro e tudo de bom pra vcs!

A todos os apaixonados, mil beijos! :)

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Sorry!!!

Ainda bem que existe o tempo. E ainda bem que nem só de palavrões vivem os blogs.

(Ok, alguns dizem que eles relaxam)

Ah, e só pra constar, depois de 24h eu já não precisava mais de nenhum! :P

Beijos pra quem lê :)

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

PQP

Sim, é bem o que quero expressar nesse exato momento.

Beijos.

Tempos modernos

Tempos mais do que modernos e eu não pertenço a ele.
Não sou daqui, não encontrei o meu lugar.
Certezas não são mais tão certas assim e eu espero.
Espero o tempo. Espero o meu tempo.

Quero ficar aqui, no meu canto, onde eu pareço existir.
Quero voltar à minha infância, quero viver o futuro.

Quero, quero, quero.
Quero tudo.
Quero todos.

Faça planos e me inclua neles.
Tenha sonhos e me conte que eu faço parte deles.
Faça perguntas, confie nas minhas respostas.
Quando eu te chamar, venha!

I'm running out of time.
I'm running out of words.

Uma única certeza, uma única dúvida:
Quando esse tempo acaba?
What comes next?

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Omnibus

517. 20h40min, 20 e algumas pessoas... Números, números, números. E uma vontade imensa de palavras! Nenhumazinha pequenininha sequer escapa de tantas bocas! God, this can't be real!

Eu preciso de letras! Preciso de fonemas, quaisquer míseros, mínimos, whatever! Ok, tenho uma idéia: música, música, músicaaaa! Pego meu MP4 player e coloco nas minhas 400 e muitas músicas. Que bom ter 2GB de memória! Que bom ter ouvidos!!!

Um ponto aqui, menos duas pessoas ali... Mais quatro ou cinco na outra parada. E meu mUderno uóquimein seleciona pra mim a primeira música. Eu adoro surpresas então claro que a seleção é randômica. Me toca logo um "ahh, look at all the lonely people". Of course que eu já tava olhando! [/modeaindomada] Putz, meu... Por que eu sou tão sensível? Por que eu já olho pra uma pessoa e tento enxergar sua alma? Será que sei ler pessoas? Melhor: será que elas são assim, lidas?

Eu tinha acabado de sair de uma aula em que a professora relatou estudos apresentados em um congresso em Memphis (que chique!), e tudo que ela havia comentado sobre gestos, expressões faciais me vieram à mente. Eu queria, mais que nunca, interpretar todo mundo ali.

Vários olhavam seu relógios... Alguns ouviam música no celular (com fone e sem nem ao menos cantar junto! que triste!) e alguns outros olhavam pra fora do ônibus. Eu estava fazendo exatamente o contrário de todos! Só quem eu não observava era o cobrador, que ficava atrás de mim (sem piadinhas!). Aliás, ele, nos seus "boa noite, senhor", "boa noite, senhora", já devia ser craque em ler pessoas. Deve trabalhar escondido sob o seu uniforme como leitor humano, ah, esse aí é profissional. E pensar que quando eu era adolescente (a long, long time ago) tinha a maior quedinha por profissionais uniformizados, principalmente os de ônibus (ok, confessei!).

Mas deixando de lado recordações, o caso é que várias músicas tocaram e percorreram minha mente, e várias faces e movimentos dos passageiros me trouxeram mais pensamentos ainda. Nossa, eu que queria palavras já tinha inúmeras! Tantas que eu já estava confusa.

A senhora olhando no relógio está séria por que é uma pessoa sozinha ou está somente lembrando da sua noite romântica com o marido, depois de tanto tempo casados?
A adolescente vindo da escola ouve uma melodia triste no seu aparelhinho tocador de músicas ou está ouvindo um funk (argh, sem preconceitos) pra relaxar e pensar mais um pouco em sua apresentação da escola que vale a nota total do bimestre?
Meu Deus, e aquele rapaz que não para de olhar pra fora? É um homem triste por não ter encontrado o seu grande amor, ou um tarado escolhendo uma vítima em evidência pra imediatamente saltar do ônibus e persegui-la?

4 palavras pra isso: How can I know? Não tem como! Podemos arriscar, criar mil filosofias e teorias, mas o ser humano é intenso! Um sorriso é tido como bom, mas pode ser sarcasmo puro! E às vezes até mesmo para uma pessoa especializada no ser humano fica difícil interpretar!

Should I give up? I don't think so. I love challenges, e enquanto o ser humano for ser humano, vou continuar tentando entendê-los. That's my goal in life. I won't give up.

Maybe, who knows?, I'll find out I'm one of the lonely people.







quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Smooth operator

Hoje passei por alguns 20 ou 30 minutos bem reveladores. Houve um mal-entendido com a minha operadora de celular e eu precisava verificar o que estava acontecendo.

Atendente virtual pra lá, "não entendi" pra cá, digita aqui, fala ali, confirma acolá (uau, primeira vez que uso essa palavra!)... E só nessa brincadeira uns 4 ou 5 minutos se passaram.

A primeira pessoa me atendeu, e, claro, não era com ela que eu deveria falar! Musiquinha vai, musiquinha vem... E eu morrendo de tédio! E de raiva, confesso! Como aquilo poderia tirar meu momento de lazer? Por que eu tinha que ligar pra lá e cobrar algo que era meu por direito?

Depois de 5 minutos contados (e quase cantados, mas a música não tinha letra), uma segunda pessoa me atendeu. Tive que explicar novamente, e a minha segunda explicação foi um pouco mais seca, um pouco mais cruel. Eu não ri, não brinquei, não fui simpática. Muito pelo contrário: eu só pensei em mim e na minha face salva por estar tão protegida assim, numa ligação com uma pessoa que nem conhecia e que nunca tinha falado comigo.

E era essa atendente que iria resolver meu problema? Claro que não. Ela, secamente, disse que iria transferir minha ligação. E assim o fez.

Mais uns 2 minutos com a musiquinha, eu refleti sobre como tinha falado. Isso resolveria alguma coisa? Eu falaria assim com as atendentes se estivéssemos tendo essa conversa pessoalmente? E mais: elas se sentiriam bem depois de terem falado comigo?

Eu dei uma chance às minhas palavras. Elas tinham que sair de mim bonitamente. Poderia até não ser formal, ou até com usos de palavras inventadas ou sufixos mal colocados, sem preocupação com hífen, etc. Mas elas tinham que ter motivo e função.

Eu resolvi ser simpática. Nem sempre eu consigo, e às vezes eu acho que vai soar feio, não sei... Minhas irmãs sempre conseguem isso: a mais velha, fala tudo tão docemente, e a mais nova encanta o ouvinte com suas gracinhas. Mas eu? Eu sempre tão tímida, tão reservada... Até pra ser simpática é uma ousadia!

Resolvi ousar. Eu perguntei à atendente de telemarketing como ela estava! E a voz dela mudou. Falei calmamente, sem colocar culpa em ninguém, só expondo de uma forma tranquila o que tinha se passado comigo. Prontamente, ela me pediu pra esperar na ligação, pois ela estaria falando com uma outra pessoa. Sim, ela falaria e voltaria comigo, pra me atender. "Ok, sem problema". Acho que menos de 2 minutos depois ela retornou, agradeceu pela espera (acho que é protocolo de lá), e falou com uma delicadeza que certamente não estava escrita em nenhum protocolo.

Eu falei com a Juliana, que muito provavelmente só hoje já tinha atendido inúmeras pessoas que não a trataram com o devido respeito ou com alguma cortesia. Essa mesma Juliana deve ter uma família, deve passar por momentos bons e ruins em seu trabalho e já deve ter se estressado muito lá. Ela não pode escolher com quem falar nos seus dias de TPM. E hoje ela foi minha cobaia.

Fico feliz apenas por não ter sido uma das pessoas que falaram coisas ruins pra ela. Fico feliz apenas por ter usado minhas palavras de uma forma que agora estou orgulhosa, mesmo sendo algo aparentemente tão simples. Mas valeu muito pra mim.

No need to ask. She's a smooth operator.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Beauty of uncertainty

Números. Letras. Notas. Não as monetárias: as musicais. Esta é minha vida.

Esta é minha vida? O que é vida? E como posso chamá-la de minha?

Eu conto. Eu conto! Eu canto. Eu resgato o pronome e eu redefino-o. Eu, eu, eu.

Será que posso fazer isso? Será que devo? Será que vale a pena?

Well, it doesn't matter (leia com sotaque britânico, please). I'm not here for the answers. I'd rather ask.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Eu nunca vi isso!

Atoooooooro esse vídeo, e tudo que ele representa! Eu conheço mais ou menos uma pessoa igual a esse cara aqui abaixo, e, apesar dos pesares, é legal tê-la assim. É engraçado, vai!


video


Assistam!

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

If you know what I mean...

23h: Tentativas (duas)

23h30min: Tentativas fracassadas = risos

0h: And I'm like: "Wow"!!!!!!!

0h até 2h: Revelação. Corações abertos, desfecho, entendimento, paixões (duas, exatamente), amores (três, ou muito possivelmente quatro), mais revelação, frio no estômago, diarréia (pra não dizer dor de barriga! haha), thoughts, many thoughts, palavras, a sincere prayer... Tantas palavras! Risos... Sim, risos! Alegria, felicidade... e... FIM. Sim, the end. Revelação. Borboletas de paixonites no estômago, agora no corpo todo. Frio... Será frio ou apenas tremeliques? Um lado, agora o outro. De costas, de bruços... O sono não vem. E é com as duas partes presentes, incrível isso! Acertamos em cheio... Tão cronometrado! Tão acertado... Tão feliz!

2h10min até 4h09min: Agora sonhos. Sonhos sem nexo, sonhos com muitas pessoas, e aquela pessoa em especial ficou de fora... But why? Estava tão presente na minha mente e coração até tão pouco tempo! Mais frio... Como diria Lavínia: calofrio!

4h09min: Estamos acordadas. De mãos dadas. Tão ali e tão longe... Mentes far, far away... Mesmo objetivo, mesma paixão, mas por pessoas tão diferentes. Uma tão longe e uma tão pertinho que dava vontade de bater à sua porta aquela hora mesmo! Só pra dizer "eu fui cruel, estava errada e estou incrivelmente, estupidamente apaixonada por você, desde o começo".

4h30min: Sono. Sonhos. Algumas cobranças neles, mas muita esperança.

4h50min até 6h30min: O despertador toca. Mas não é pra mim. Ou é pra mim? Anyway, I wake up. Agora com calor, com fome de som, de vento, dele... "Tchau", eu escuto. "Tchau, obrigada por tudo" sai de mim. Não consigo mais dormir, quero levantar logo, rir, sair de casa, trabalhar e manter essa esperança em mim... É hoje! Uma verdade será revelada hoje! E eu não posso perder. Tenho que estar bem, tenho que dormir mais!

6h30min até 7h: "Ruby, Ruby, Ruby, Ruby, oh, oh, oh, oh, oh, oh", meu celular toca. Acordo novamente e vejo o sol. Será verdade o que se passou nas últimas oito horas? Pra mim, essas oito horas seriam imprescindíveis para um bom sono, para me manter bem e estável durante o dia.

10h38min: Cá estou eu, bem e estável, mesmo sem as oito horas. And I want more. I wanna go home, talk to him, tell him the truth. My mother was right! I'm in love with him! E é tão bom!!!

10h40min: "I'm free."

(Ouvindo "Hearts on fire" right now.)

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Para fãs de Power Point

Muito cuidado com apresentações de Power Point... Vídeo super engraçado do MadTV!


video

Do começo

1, 2, 3 e já!

Ok, vamos lá: eu decidi ter um blog porque preciso de algum lugar para escrever todos esses meus pensamentos e também para treinar as palavras e a digitação. Adoro rir, e, de início, meu objetivo para este blog é coletar coisitas engraçadas e armazenar. Não sei se terei leitores, mas...

Então é isso. Postzinho pequenininho porque eu estou timidazinha de escrever(zinho), ok?

Até mais! (em blog se despede?)

(Se sim,) beigos!